Bonde de Portugal chega ao Rio de Janeiro para capacitação de agentes de viagem e exposição ao público

Notícias recentes sobre o que acontece de mais importante voltar

O tradicional bonde lisboeta “Prazeres 28”, um dos ícones culturais e turísticos de Portugal e da cidade de Lisboa, estará no Rio de Janeiro, entre os dias 14 e 21 de outubro, em uma iniciativa conjunta entre o Turismo de Portugal e a TAP para promover o país mais ocidental da Europa como destino. Afinal, “Portugal é para se sentir”. O clássico bondinho amarelo vai estar estacionado na Praça Mauá.

Conhecido em várias cidades do país e referência em Lisboa, o bondinho realizará um verdadeiro passeio por um país moderno e diversificado, mas que mantém as suas raízes. Quem tomar assento estará embarcando em uma viagem histórico-cultural, gastronômica e de natureza de um país verdadeiramente autêntico e genuíno.

A experiência proporcionará um mergulho na vasta riqueza cultural, passando por cidades e localidades referenciadas como patrimônio cultural mundial pela UNESCO, bem como conhecendo o que o país tem a oferecer em termos de arte, literatura e música.

Entre os dias 16 e 20 de outubro, na parte da manhã, agentes de viagem participarão de uma ação de capacitação sobre Portugal, em uma viagem pelo país e pelas suas sete regiões turísticas. Ao fim do treinamento, os participantes receberão um certificado timbrado atestando a aptidão para comercializar pacotes para o destino.

Já entre os dias 14 e 21, após a capacitação (quando houver), o bondinho estará aberto para o público, que poderá ter uma verdadeira experiência de Portugal, conhecer melhor a terra de Fernando Pessoa e participar de um passeio virtual. É uma viagem única.

Será a 9ª cidade visitada pelo bondinho em 2017. Antes, ele já esteve em Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José do Rio Preto (SP), Brasília (DF), Goiânia (GO), Salvador (BA), Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP). No ano passado, andou por cidades como Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Londrina (PR) e Maringá (PR).

Fonte: Jornal de Turismo