Em carta aberta, entidades pedem continuidade da isenção de vistos

Notícias recentes sobre o que acontece de mais importante voltar

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro geraram uma medida inovadora por parte do Governo Federal. No período do megaevento (incluindo os seis anteriores e posteriores), turistas advindos dos Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália não precisaram de visto para ingressar no Brasil. De acordo com estimativas do próprio Ministério do Turismo, durante a Rio 2016, a entrada de visitantes desses países foi ampliada em 55% neste período.

Por conta do resultado positivo, 28 entidades nacionais e regionais, além da CVC, assinam uma carta aberta em defesa do Turismo defendendo a isenção permanente de vistos para esses países.

Veja abaixo o texto completo:

CARTA ABERTA EM DEFESA DO TURISMO

No momento em que o Brasil amarga o mais alto índice de desemprego desde 2012 e sofre com uma das maiores crises econômicas do País, é hora de finalmente corrigir a negligência histórica com o turismo. As entidades representativas de classe têm uma série de medidas já demandadas para o governo no sentido de destravar os gargalos que há tempos impedem o desenvolvimento do setor de viagens.

Medidas simples que dependem apenas de vontade política e têm grande impacto no setor. A mídia tem veiculado que o governo federal pretende recuar e não mais isentar o visto para turistas de países estratégicos como os Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália. Trata-se de um pleito antigo do mercado que, de acordo com projeções do Ministério do Turismo, pode injetar R$ 1,4 bilhão na economia nacional.

As entidades representativas de classe do turismo vêm, por meio desta carta aberta, defender não apenas a dispensa de visto para países estratégicos como ocorreu na Olimpíada com um impacto extremamente positivo, como também a elaboração de um pacote mais amplo que inclua de uma vez por todas o turismo na agenda estratégica e econômica do governo.

Já está disponível uma série de estudos e documentos que apontam com clareza quais os gargalos da atividade no País. O turismo no Brasil precisa ultrapassar a marca de seis milhões de visitantes estrangeiros, enquanto mais de 1,2 bilhão de viagens são realizadas no planeta, segundo a Organização Mundial do Turismo.

1. CETUR – CONSELHO EMPRESARIAL DE TURISMO E HOSPITALIDADE DA CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO (CNC)
2. ABAV NACIONAL – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AGÊNCIAS DE VIAGEM
3. ABEAR – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS AÉREAS
4. ABEOC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS DE EVENTOS
5. ABETA – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS DE ECOTURISMO E TURISMO DE AVENTURA
6. ABIH NACIONAL – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE INDÚSTRIA DE HOTÉIS
7. ABLA – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS LOCADORAS DE AUTOMÓVEIS
8. ABOTTC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS OPERADORAS DE TRENS TURÍSTICOS E CULTURAIS
9. ABR – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RESORTS – RESORTS BRASIL
10. ABRACCEF – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CENTROS DE CONVENÇÕES E FEIRAS
11. ABRASEL NACIONAL – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE BARES E RESTAURANTES
12. ABRASTUR – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TURISMO SOCIAL
13. ABRATURR – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TURISMO RURAL
14. ABRACORP – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AGÊNCIAS DE VIAGENS CORPORATIVAS
15. CLIA BRASIL – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRUZEIROS MARÍTIMOS
16. ALAGEV – ASSOCIAÇÃO LATINO AMERICANA DE GESTORES DE EVENTOS E VIAGENS CORPORATIVAS
17. ANTTUR – ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS TRANSPORTADORES DE TURISMO E FRETAMENTO
18. BITO – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TURISMO RECEPTIVO INTERNACIONAL
19. BRAZTOA – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS OPERADORAS DE TURISMO
20. CBC&VB – CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CONVENTION & VISITORS BUREAUX
21. FBHA – FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HOSPEDAGEM E ALIMENTAÇÃO
22. FOHB – FÓRUM DE OPERADORES HOTELEIROS DO BRASIL
23. SINDEPAT – SISTEMA INTEGRADO DE PARQUES TEMÁTICOS E ATRAÇÕES TURÍSTICAS DO BRASIL
24. UBRAFE – UNIÃO BRASILEIRA DOS PROMOTORES DE FEIRAS
25. UNEDESTINOS – UNIÃO NACIONAL DOS CONVENTION & VISITORS BUREAUX E ENTIDADE DE DESTINOS
26. ABAV SP – Associação Brasileira de Agências de Viagens de São Paulo
27. Aviesp – Associação das Agências de Viagens Independentes do Interior do Estado de São Paulo
28. Avirp – Associação das Agências de Viagens de Ribeirão Preto e Região
CVC (Agência de viagens – presidente do Conselho de Administração da CVC, Guilherme Paulus, que é conselheiro consultivo do Cetur/CNC)

 

Fonte: Mercado e Eventos