Rio CVB visa transformar destino em um ícone gay do País

Notícias recentes sobre o que acontece de mais importante voltar

A agenda de eventos do Rio de Janeiro está aumentando significativamente este ano. O diretor executivo do Rio CVB, Michael Nagy, afirmou que há 130 eventos confirmados deste ano até 2024. Foram 66 congressos captados só em janeiro de 2017. “Isso é traduzido em US$ 58 milhões de arrecadação em ISS e receita de US$ 1,17 bilhão em receita para a hotelaria”, comemorou Nagy durante a WTM Latin America.

Um desses eventos é o Master Mundial 2020, que o Rio de Janeiro ganhou a concorrência entre Cali e Cleveland. Outro destaque é o Gay Games, que o destino captou para 2026, em parceria com a International Gay and Lesbian Travel Association (IGLTA). “É um evento que ocorre de quatro em quatro anos há mais de dez anos.”

A proposta do IGLTA é transformar o Rio de Janeiro no principal destino LGBT da América do Sul. Após representar a cidade durante a entrega do título de Melhor Destino de Praia LGBT da América Latina e apoiar a 21ª Parada do Orgulho LGBT, em Copacabana, a associação quer levar o principal evento esportivo do segmento gay no mundo.

“Devemos investir cada vez mais neste mercado, que gera divisas e valoriza toda a estrutura do Turismo. Para se ter uma ideia, apenas a Parada LGBT de São Paulo gera cerca de R$ 200 milhões para a indústria e representa 75% da ocupação de hotéis da Avenida Paulista e do Centro Paulistano”, enfatiza Nagy.

“O Rio já tem uma reputação consolidada entre os turistas como um dos principais destinos LGBT, porém é necessário potencializá-lo, e esse tipo de eventos é, sem dúvida, muito importante”, afirmou o coordenador Brasil do IGLTA, Clovis Casemiro.

Para Nagy, houve uma desaceleração natural na Copa do Mundo e na Olimpíada, mas os eventos estão voltando a turbinar o Turismo do Rio, corporativo e de lazer. “Tivemos este ano nosso maior carnaval, com 1,1 milhão de turistas. No verão foram injetados R$ 3,2 bilhões na nossa economia. No período, nossa ocupação foi de 78% mesmo com 17 mil quartos a mais do que no ano anterior”, celebra o diretor executivo do Rio CVB.

Fonte: Panrotas