Pontos Turísticos

A Cidade voltar

Teatro Municipal

Projeto e construção de A. Guilbert e Francisco de Oliveira Passos. Sua inauguração deu-se em 14 de julho de 1909. As pinturas principais são de Eliseu Visconti – teto e pano de boca – e de Rodolfo Amoedo. Os mosaicos são de Henrique Bernardelli.

(Endereço: Pça. Floriano, sem número – Centro Tel: (55 21) 2544-2900 Horário: Visitas agendadas segundas e terças / quintas e sextas entre 9 e 16h.)

Arcos da Lapa

Localizado no Largo da Lapa, onde no passado se concentrava a vida noturna carioca, os Arcos da Lapa se mantêm como principal monumento do Rio colonial. Sua magnífica estrutura é composta por 42 arcos de dupla arcada. Foi originalmente construído para abastecer a cidade com água do rio Carioca, nome que originou seu primeiro nome, Aqueduto Carioca. Sobre o aqueduto, hoje trafega o bonde que liga o centro às ruelas antigas de Santa Teresa, pitoresco bairro com uma comunidade artística e com grande variedade de bares, restaurantes, museus, centros culturais e estúdios de arte.

Corcovado – Cristo Redentor

O Morro do Corcovado, tendo em seu topo a imagem do Cristo Redentor, é um dos principais símbolos da cidade. Esse imenso bloco de rocha vertical e aparente, emergindo da mata, dominando tudo a sua volta é, sem dúvida, um dos motivos que fazem do Rio de Janeiro a “Cidade Maravilhosa”. Construída em concreto armado, revestido por pequenos triângulos de pedra-sabão, sobre um pedestal de 8 metros de altura, onde há uma capela para 150 pessoas, a estátua mede 30 metros de altura; a distância entre os extremos dos dedos é de 28 metros; seu peso total é de l.l45 toneladas, sendo que a cabeça pesa 30 toneladas e os braços 88 toneladas cada um. A subida ao topo do Corcovado, que faz parte do Parque Nacional da Tijuca, pode ser feita de trenzinho ou táxi e van. (Endereço: Estação do Trenzinho: Rua Cosme Velho, 513 – Cosme Velho – Tel: (55 21) 2558-1329 Horário: Diariamente das 8:30 às 18:30h.)

Floresta da Tijuca

Situado em meio à área densamente populosa da cidade do Rio de Janeiro, o Parque Nacional da Tijuca é a maior floresta urbana do mundo, com uma área de 3.300 ha, dentro do qual encontra-se a Floresta da Tijuca. Alguns pontos de interesse na floresta são: a Cascatinha Taunay, a Capela Mayrink, o Jardim dos Manacás, o restaurante Os Esquilos, a Cascata Diamantina, a Gruta de Paulo e Virgínia, o Parque Bom Retiro e o Lago das Fadas.

(Endereço: Praça Afonso Viseu – Alto da Boa Vista)

parquedatijuca.com.br

Jardim Botânico

O Jardim Botânico possui uma imensa área verde de 1,4 milhão de metros quadrados onde são cultivadas cerca de cinco mil espécies de plantas e árvores tropicais. Percorrendo as trilhas que recortam o jardim se descobrem, entre as palmeiras imperiais e seus sabiás, plantas carnívoras, violetas africanas, orquídeas, pequenas fontes e recantos habitados por micos, esquilos e gambás. O jardim ainda abriga o Museu Botânico, uma biblioteca com acervo de 76 mil livros especializados, um horto, um orquidário e várias estufas.

(Endereço: Rua Jardim Botânico, 1008 – Jardim Botânico Tel: (55 21) 2294-9349 – Horário: Diariamente de 8 às 17h.)

Pão de Açúcar

Um dos principais pontos turísticos do Rio de Janeiro pode ser visto logo à entrada da Baía de Guanabara. Composto por dois trechos, o primeiro vai da Praia Vermelha ao Morro da Urca atingindo 224 metros de altura, e o segundo trecho, do Morro da Urca ao Pão de Açúcar, de 395 metros de altura. A viagem no bondinho dura aproximadamente 3 minutos em cada trecho. Atualmente, são transportadas cerca de um milhão de pessoas por ano em bondinhos com capacidade para setenta e cinco passageiros por viagem. (Endereço: Av. Pasteur, 520 – Praia Vermelha – Tel: (55 21) 2546-8400 Horário: Diariamente das 8 às 22h.)